Regras de Ouro Para Investir

regras de ouro para investirExistem algumas regras de ouro para investir que deve seguir, qualquer que seja o seu perfil de investidor.

Estas regras são uma ajuda fundamental, para saber onde deve ir, quais os limites e o que deve fazer.

Na prática não irão fazer com que você ganhe mais dinheiro, mas irão ajudar a não perder tanto ou tantas vezes.

As 6 Regras de Ouro para Investir

1 – Conhecer-se a si mesmo – Conhecer o seu perfil de investidor é fundamental para perceber que tipo de investimentos deve fazer. Neste artigo existem dois testes gratuitos que pode, e deve fazer, para conhecer o seu perfil e a partir daí tomar decisões sobre qual o caminho que deve seguir.

2 – Não há investimentos 100% seguros – A única garantia que temos é que cada dia que passa estamos mais perto da nossa morte. Nada mais é 100% seguro, nem a sua conta a prazo. Quem lhe disser o contrário, está a mentir! Por isso, o meu conselho é: antes de olhar para o potencial lucro, olhe para a perda potencial. Perceba qual seria a implicação que a mesma teria na sua conta ou na sua vida. Se não conseguir suportar ou conviver com esta perda então não arrisque este investimento.

3 – Faça um orçamento antes de investir – A não ser que tenha muito capital disponível, deve fazer um orçamento pessoal do que gasta e do que ganha mensalmente. A partir daí saberá o valor disponível para investir. Assim, pode esperar o tempo que for necessário para que o investimento ofereça retorno sem ter de necessitar daquele dinheiro no curto prazo.

4 – Nunca invista mais do que pode – O valor do seu investimento deve ser um valor que não lhe faça falta mensalmente, ou em alternativa cerca de 10% dos seus rendimentos, para evitar entrar em dívidas caso o investimento corra mal. Nunca, mas Nunca invista dinheiro recorrendo a crédito. Eu já fiz isso, e foi um erro tremendo. Fiquei sem o dinheiro e com uma dívida que ainda hoje pago. Use sempre um valor que não lhe faça falta para os seus investimentos. Se tiver de começar com pouco, que seja.

5 – Diversificação – Esta é uma regra muito importante. Como não há investimentos 100% seguros, deve optar pela diversificação. O seu capital deve estar divido em vários investimentos, de preferência em áreas diversificadas e com riscos variados. Mesmo que o seu actual lhe dê grande retorno e lhe pareça o mais seguro do mundo. Quando o capital inicial para investir é pouco, devemos começar por ter um e à medida que vamos conseguindo rentabilizar vamos dividindo o dinheiro em vários investimentos. Eu aconselho a diversificação por 5 produtos diferentes. Claro que numa fase inicial, poderá apenas ter capital para um produto. Mas à medida que for tendo retorno, deverá ir retirando deste primeiro investimentos e colocando noutros ativos. Diversifique o risco e o tipo de ativo. Ao fazer isso está a diminuir a totalidade do seu investimento.

6 – Saber perder, mas não insistir em perdas continuadas – Por muito cuidado que tenhamos, por vezes iremos perder dinheiro. É importante perceber que pode acontecer e estar preparado para lidar com esta situação. No entanto, se perde mais do que ganha, convém mudar a estratégia, pois a insistência nos maus resultados leva a situações muito complicadas.

Para finalizar um último conselho, não gaste o que ganha dos seus investimentos, mas use o dinheiro para diversificar e aumentar a sua carteira, quanto mais tiver, mais ganha e mais seguro está.

Ir gastar todos os lucros dos investimentos é pura parvoíce. Use o dinheiro dos lucros apenas para coisas essenciais.



  • Jc Monteiro

    Boa tarde sr Rui. Gostava de aprender e começar a fazer alguns investimentos. Será que me poderia facilitar alguma informação?