o mundo amanha
0

O Mundo Amanhã

As empresas já perceberam qual o caminho, elas já sabem como será o mundo amanhã. As máquinas não fazem greves, não tomam café, não almoçam, não engravidam, não ficam doentes, nem ganham 14 salários. Os cerca de 34% do orçamento normal de uma empresa que até agora era para custos com pessoal irá diminuir drasticamente nos próximos anos.

Qual o caminho de todos os futuros desempregados? Não será com certeza ficar à espera que as coisas aconteçam, nem tão pouco a jogar ao FarmVille, CityVille ou qualquer outra Ville que iremos alterar o rumo.

Primeiro é necessário perceber que é inevitável esta evolução.

Depois é necessário avaliar que alternativas irão surgir, como serão os trabalhadores de amanhã, de que formas teremos os nossos rendimentos mensais?

A realidade porém é muito clara. Os computadores e os robots irão a pouco e pouco desempenhar tarefas que anteriormente eram nossas. Irão fazer o mesmo, com melhor qualidade, com menos custos para as empresas, e podendo trabalhar mais horas, sem pausas.

Este caminho iniciado há duzentos anos com a revolução industrial não tem retorno. A não ser que uma grande catástrofe aconteça que nos envie novamente para a idade média.

O caminho, o nosso, é só um. Prepararmos-nos para o inevitável, e acima de tudo, prepararmos os nossos filhos. Para funções que se calhar ainda hoje nem existem.

A capacidade de adaptação e a velocidade a que nos adaptamos é cada vez mais uma qualidade essencial na nossa sobrevivência.

ruioliveira73